A Acção Social da A.B.F. (Natal Permanente)

Quinzenalmente, a A.B.F. distribui, graças à generosidade (e sacrifício!) dos seus frequentadores, um saco com alimentos a 150 sem-abrigo de Lisboa, contendo: Um pão com queijo e fiambre, um pão seco, dois pacotinhos de leite ou sumo, uma lata de conserva e um pacote de bolachas.

Pode participar, doando:

  • Pacotinhos de leite (branco ou achocolatado) ou sumo
  • Pacotes de bolachas (Maria ou similar)
  • Latas de atum, sardinha ou salsicha

A nossa associação ajuda também regularmente várias famílias carenciadas, com sacos com alimentos, como:

  • Arroz
  • Massa
  • Latas de conserva
  • Grão/Freijão
  • Bolachas
  • Açúcar
  • Leite
  • Azeite
  • Óleo
  • Farinha
  • Bolachas e outros “mimos” para os mais pequenos
  • Tostas
  • Etc

DONATIVOS:

Na secretaria da A.B.F. ou por transferência bancária, cheque ou vale postal, sempre com indicação de que a verba é um donativo para a rúbrica Natal Permanente (porque também recebemos pelo mesmo meio valores para pagar quotas e donativos para a revista)

Transferências:

IBAN: PT50 0033.0000.0058.0310.449.23

Cheque ou vale postal:

Deverão ser sempre endossados a “Associação de Beneficência Fraternidade”
e acompanhados de uma nota a indicar também que a verba se destina ao Natal Permaente.

Anúncios

Ser sócio

Se desejar tornar-se sócio, dirija-se à nossa secretaria.

Nota importante aos sócios Fraternidade:

A Associação de Beneficência Fraternidade dispõe de uma única conta corrente, onde entram os pagamentos das quotas mas também os pagamentos das assinaturas da revista Fraternidade e os donativos.

Por esta razão, solicitamos a Vossa atenção:

Transferências bancárias

IBAN: PT50 0033.0000.0058.0310.449.23

Sempre que o nome do titular da conta não coincida com o do sócio, rogamos que nos informe, por carta, telefone ou e-mail, em que nome foi/será feita a transferência, o seu destino – neste caso, regularização das quotas e o nome do sócio.

Cheque ou vale postal

Deverão ser sempre endossados a “Associação de Beneficência Fraternidade” e acompanhados de uma nota a indicar também que a verba se destina ao pagamento das quotas e o nome do sócio.

O passe

Seguindo os ensinamentos de Jesus, dos Apóstolos e de todos aqueles que nos primeiros séculos dos cristãos novos permaneceram fiéis à doutrina do Mestre, espalhando benefícios em nome do Amor, a doutrina espírita recupera, através do passe espiritual, a técnica de imposição de mãos.

Confiados em Deus, em Jesus e nos espíritos divinos, os grupos espíritas bem organizados providenciam da Terra o magnetismo necessário para a transmutação de energias equilibradas, que, filtradas pelos benfeitores espirituais, realizam sobre os enfermos, desequilibrados e aflitos em geral os benefícios mais adequados às necessidades de cada um.

Aliada a esta prática ancestral, a água fluidificada (ou abençoada) é elemento intermediário, levando energias renovadas a todo o complexo fisiológico, restaurando, segundo a misericórdia divina, o bem-estar e a força anímica.

Na nossa casa, os trabalhos de passe ocorrem depois do Evangelho para os casos previamente estabelecidos durante o atendimento.